quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Aos irmãos




Aos irmãos


Se nós faltarmos

aceitai o jugo,

grande, pesado,

em cima de vós.

Construí sobre a areia

sob o azul

céu... tudo

de novo.



E saibam que o preço do caminho

da justiça e do valor

não é baixo.




Morrer...



Morrer... jovem... morrer... Não, não queria.



Amava o sol cálido,

a luz, a poesia, um piscar de olhos,

e não queria destruição, guerra.

Não. Não queria.



Mas se hoje fosse obrigada a viver

num banho de sangue, na terrível destruição

diria: 'Bendito seja o Senhor pelo direito

a viver, que venha a hora da morte

sobre a tua terra, meu país, minha pátria.



Hannah Szenes



Traduzido do Espanhol por: Florbela Ribeiro
.

Sem comentários:

Enviar um comentário