segunda-feira, 7 de março de 2011

Dia Internacional da Mulher





















Mulher, Mulher

O rosto é uma doce canção, as mãos firmeza

O corpo é fruto de dedicação, o espírito realeza.

Mulher é abrigo, vez em quando carência.

Vez em quando fútil, mas também essência.

Conhecê-la é destrinçar diariamente pequenos desafios
histeria, desequilíbrio, incerteza.

Mas é também navegar pelos seus rios
de serenidade, harmonia e beleza.

Em cada coração de mulher abriga uma menina
De sorriso azul rosado, bochechas de purpurina.

Por trás dos lábios vermelhos, um palpite
De frente para um espelho, reflecte-se Afrodite.

Somos todas, esse belo contraste não há uma única versão
De nome submissa, sobrenome indignação.

Somo cheias de defeito, somos mulheres de verdade
Com um guerreiro no peito e na alma a divindade.

(da)

Sem comentários:

Enviar um comentário