sábado, 26 de março de 2011

A ÁGUA


























A ÁGUA


A água não resiste.

A água corre.

Quando mergulhas nela a mão,

só sentes uma carícia

A água não é uma muralha sólida,

não te deterá.

Mas a água vai sempre para onde quer ir,

e nada, no fim,

pode nada contra ela.

A água é paciente.

A água a pingar desgasta uma pedra.

Lembra-te de que és metade água.

Se não puderes passar através dum obstáculo,

contorna-o.

A água fá-lo.


Margaret Atwood

2 comentários:

  1. Olá Flor!
    Foi na água que, há cerca de 3800 milhões de anos, surgiu a vida na Terra. Os primeiros seres vivos de que são conhecidos fósseis, eram bactérias e algas azuis (seres unicelulares) que viveram nos Oceanos Primitivo. Ao longo de milhões de anos, os seres vivos evoluíram e espalharam-se pelos oceanos e continentes.
    Não há vida sem água; a água é um bem precioso indispensável a todas as actividades humanas;
    a água é um património de todos e todos devemos reconhecer o seu valor; cada um de nós tem o dever de a economizar e de a utilizar com cuidado;
    alterar a qualidade da água é prejudicar a vida do homem e dos outros seres vivos.
    Feliz domingo e maravilhosa semana ricamente abençoada.
    Xeros!

    ResponderEliminar
  2. Olá Professor Benito

    Espero que se encontre, já, totalmente recuperado, com a sua “vista novinha em folha”, para passar mais tempo diante da telinha que nós aproximou.
    Quero também agradecer-lhe as visitas ao meu blogue. É com imensa satisfação e apreço que recebo todos os seus comentários. Mas em relação a este último, sobre a Água, lamento não partilhar da mesma opinião.

    Creio em Deus, Criador do Universo, creio no Criacionismo Cristão.

    O Evolucionismo, defensor da mutabilidade de espécies e vegetais, não me convence minimamente. Aliás o próprio Charles Darwin, que alcançou fama ao convencer os cientistas da evolução das espécies, revelou sérias dúvidas quanto à mesma, ao afirmar:
    “estou consciente de que me encontro num atoleiro sem a menor esperança de saída. Não posso crer que o mundo, tal como o vemos, seja resultado do acaso, e, no entanto, não posso considerar cada coisa separada como desígnio divino.”

    Concluo com uma citação de Tomás de Aquino: há um ser inteligente, pelo qual todas a coisas naturais se ordenam ao fim, e a que chamamos Deus.”

    Votos de uma tranquila e abençoada semana, Professor Benito, volte sempre. :)

    Abraço amigo
    Flor

    ResponderEliminar