quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

POEMA




















POEMA


A memória desfolha

um corpo à míngua

O olhar descurado

embebeda-se

com as cores do entardecer

Desprotegido

é todo o coração

debaixo do sol.

O pesar

mina a pedra do descanso

esfria a habilidade

a história

e o porvir que anoitece



Florbela Ribeiro®



Nada Onde Pousar o Sonho, pág 32

Desafio Miqueias

Sem comentários:

Enviar um comentário