sábado, 6 de novembro de 2010

Do Olhar
























Do Olhar (outro)



O meu coração, pássaro do deserto, revoa no céu dos

teus olhos. Teus olhos são o berço da manhã, o reino

das estrelas e a profundeza onde as minhas canções

se perdem.



Deixa que eu mergulhe neste céu imenso e solitário.

Deixa que eu penetre as tuas nuvens e abra minhas asas

em teu sol.



Rabindranath Tagore

Sem comentários:

Enviar um comentário