quinta-feira, 12 de agosto de 2010

VIDA IRRESPIRÁVEL

















Vida Irrespirável



Uma estranha vida

chega sem pedir licença

instala-se

e entranha-se nas entranhas

Vem repentina

à ligeira e zás

coloca-nos nas masmorras

opressoras das lides

contratos abstractos

e obrigações intermináveis

E o ar da carruagem obsoleta

torna-se assim irrespirável.



Florbela Ribeiro®

1 comentário:

  1. Minha querida amiga.
    Esta bela poesia me faz lembrar da bela canção VIDA LOUCA, do Cazuza:
    "Vida louca vida
    Vida breve
    Já que eu não posso te levar
    Quero que você me leve
    Vida louca vida
    Vida imensa
    Ninguém vai nos perdoar
    Nosso crime não compensa.
    [...]
    Tenha um excelente final de semana!

    ResponderEliminar