quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Entre passos



























Entre passos

Há um compasso no passo
Que aguarda outro passo
A sequência imediata
No equilíbrio latente
Quer do corpo
Quer da mente.
Mas entre o passo dado
E o passo a dar
Há um compasso
E uma espera
Um destino a venerar.

Florbela Ribeiro

1 comentário:

  1. Olá Florbela!
    Bela imagem para um lindo poema...
    Gostei!!!
    Beijinhos de carinho e amizade
    Lourenço

    ResponderEliminar