quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Olhar os lírios do campo






















Aqui nos lírios do campo
e quanto campo, ondula
o vento às cores, um mar
inquieto, um mar
dentro da terra

De cá para lá, vai vem
de caules e corolas

Aqui estarão meus olhos
lavrando
como um barco.


J.T.Parreira

1 comentário:

  1. Olá irmã Florbela,PAZ DO SENHOR JESUS!
    Lindo este poema do grande poeta Evangélico e nosso irmão na fé, João Tomás Parreira.
    Parabéns por dar a conhecer ao mundo este grande Senhor da escrita Evangélica Portuguesa.
    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar