segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Amanhã


Amanhã

Amanhã fico triste,
Amanhã.
Hoje não.
Hoje fico alegre.
E todos os dias,
por mais amargos que sejam,
Eu digo:
Amanhã fico triste
Hoje não.


Autor anónimo.
Poema encontrado na parede de um dos dormitórios de crianças do campo de extermínio nazi de Auschwitz.


E pensar que não foi assim à tanto tempo...

Florbela Ribeiro A. S.

Sem comentários:

Enviar um comentário