sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Infância


"INFÂNCIA"



Um silêncio e depois uma voz
que tropeça nas palavras
uns pequenos olhos redondos
com a vida toda
olhos que regressam
de um papagaio azul
ou de qualquer coisa
sem culpa
voz preguiçando entre
o sim e o não
o teu silêncio tem
o sabor das rosas quando abrem.

J.T.Parreira




"Obrigada Irmão João T. Parreira por permitir a publicaçao deste seu belo poema no meu Blog".

Que Deus ricamente o abençoe e recompense!

Sem comentários:

Enviar um comentário