quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Genuíno Amor


Genuíno Amor

Lanças-me no olhar a ternura
Do genuíno amor
E da boca favos de mel
Em forma de poesia
Mas no aconchego do teu abraço
Invade-me a nostalgia

Florbela Ribeiro A. S.

Sem comentários:

Enviar um comentário