sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Algum dia será tarde demais...


Algum dia será tarde demais



Tarde é a última parte do dia.

Tarde é o que alguém faz fora de tempo.

As Escrituras Sagradas dizem no 3º capítulo do livro de Eclesiastes que “há tempo para tudo”, mas não existe SEMPRE tempo para tudo!

O tempo não é perpétuo. Há sempre bebés no mundo, mas nós não somos sempre bebés.

Passa o tempo da escola, da mocidade, e vem o tempo da velhice.

Em certas situações, chegando-se tarde, ainda é possível resolvê-las se pagarmos o excesso, a multa com juros.

Nas coisas espirituais, porém, as oportunidades cessam.

Eis várias coisas para as quais algum dia será TARDE DEMAIS.



1 – ALGUM DIA SERÁ TARDE DEMAIS PARA ORAR.



A bíblia exorta: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto” (Isaías 55:6).

Isto significa que um dia será tarde demais para invocar a Deus.

Orar é uma necessidade de todos os homens para salvação e perdão.

Por isso dizia o apóstolo Pedro a um indivíduo chamado Simão: “Ora a Deus para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniquidade” (Atos 8:22-23).

Alguns pensam que orar é apenas necessidade dos aflitos, dos doentes, dos moribundos.

Orar a Deus, todavia, é necessidade tanto do crente como do incrédulo, tanto do salvo como do perdido.

Não é só a mãe piedosa que deve orar ou a igreja; cada um de nós precisa de fazê-lo.

O próprio Jesus deu lugar especial à oração na Sua vida terrena.

Todos carecem e todos devem orar.

Devemos interceder pela nossa família.

Devemos interceder pelos doentes, pois o conselho é “Orai uns pelos outros, para que sareis” (Tiago 5:16).

Precisamos de orar em todo o período da vida.

Temos, contudo, o aviso da Escritura Sagrada, que devemos orar a Deus a tempo de O achar (Salmo 32:6).

O homem rico, mencionado por Cristo no 16º capítulo de Lucas, não teve tempo na vida para orar, mas orou tarde e mal, porque dirigiu a sua prece a Abraão, quando a sua oração deveria ser feita apenas a Deus.

Elias podia orar por Eliseu, mas só enquanto não fosse tomado para Deus (II Reis 2:9).

Não deixe para tarde a sua oração.

Muitas ocupações esperam os crentes na Glória, pois aí serviremos o Senhor (Apocalipse 22:3), mas não teremos o serviço de intercessão.



2 – ALGUM DIA SERÁ TARDE DEMAIS PARA OUVIR A PALAVRA DE DEUS.



Muitos agora desculpam-se com a falta de tempo para assistirem aos cultos.

Não têm tempo.

Estão muito ocupados.

Têm compromissos, têm passeios, têm visitas.

Até há crentes que afirmam não ter tempo para irem ao culto.

Para outros a Palavra de Deus não é uma necessidade.

Gostam de cultos mas com pouca pregação e estudo bíblico.

Quando chega a hora da mensagem têm vontade de dormir, ou sentem falta de ar.

Virá contudo o tempo em que terão verdadeiro interesse na Palavra.

Amós profetizou: “Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão vagabundos de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor, e não a acharão” (Amós 8:11-12).

A Palavra é como a água que sacia e lava.

Ela produz novo nascimento e santificação.

Ela é o pão espiritual.

Jesus disse: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4).

Actualmente qualquer coisa banal serve para impedir a assistência ao culto.

Chegará o dia – após o arrebatamento da Igreja – em que haverá grande fome e sede da Palavra, mas será demasiado tarde.

Saibamos hoje aproveitar o tempo, de modo a sermos alimentados, a sermos sábios, a manejar bem a Palavra de Deus.



3 - ALGUM DIA SERÁ TARDE DEMAIS PARA O ARREPENDIMENTO.



Arrependimento é uma necessidade de todas as pessoas.

O Senhor Jesus advertiu: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados…” (Atos 3:19).

Grande parte das pessoas sabe isso, e nem sequer contesta.

Vai, contudo, adiando.

Pensam que lhes basta apenas cinco minutos antes de morrer. Imaginam uma salvação de última hora, em lugar de desejarem viver salvos e fruírem a comunhão com Deus.

João Baptista tinha na sua mensagem uma saliência especial para o arrependimento.

A Bíblia revela que Deus dá tempo para nos arrependermos (Apocalipse 2:21).

Para muitas pessoas, todavia, será tarde demais o seu arrependimento.

Lemos acerca de Esaú, o qual desprezou as coisas de Deus.

O que ele mais desejava era o estômago cheio e vida alegre.

Mais tarde acordou para o erro.

Está escrito na Bíblia que ele procurou a bênção de Deus, mas não achou lugar de arrependimento, isto é arrependeu-se tarde demais (Hebreus 12:17).

A Escritura Sagrada diz que Deus anuncia agora a todos os homens e em todo o lugar que se arrependam.

O arrependimento depois da morte não tem perdão.

Precisamos arrepender-nos agora não só do mal que fizemos, como do bem que deixamos de fazer.

O arrependimento verdadeiro começa na humilhação e termina na reforma de vida.



4 – ALGUM DIA SERÁ TARDE DEMAIS PARA CONTRIBUIR EM PROL DA OBRA DE DEUS.



A Obra que Deus entregou à Sua Igreja requer tempo, vidas, talentos, dinheiro.

A Igreja no seu conjunto faz a obra da evangelização, edificação, exortação, santificação, adoração, etc.

Todos os crentes devem sentir-se chamados e responsáveis.

Muitos, porém, são vagarosos no cuidado e até contradizentes.

Tudo quanto fazem, fazem-no contrariados, de maneira relaxada e murmurando.

Há crentes com mãos abertas para receber, mas bem fechadas para oferecer.

A contribuição na Igreja deverá ser feita por cada um, conforme aquilo que Deus nos deu.

Enquanto uns estão a dar acima do que podem (II Coríntios 8:3), outros ficam para o fim esperando não ser necessária a sua contribuição.

Há um exemplo que devemos considerar: Quando Israel levantava o Tabernáculo, todos foram chamados a contribuir.

Alguns adiaram a sua comparticipação, até que a certa altura Moisés teve de proibir que trouxessem mais ofertas visto já não serem necessárias! (Êxodo 36:5-6).

No dia da inauguração muitos sentiram-se envergonhados e interiormente condenados, porque a sua oferta chegou tarde demais.

Paulo exorta a fazermos o bem enquanto temos tempo (Gálatas 6.10).



5 – ALGUM DIA SERÁ TARDE DEMAIS QUANTO À PREPARAÇÃO PARA A VINDA DE JESUS.



Lemos na Bíblia sobre a parábola das Dez Virgens, que só entraram nas Bodas as que estavam preparadas (Mateus 25.10).

As outras foram preparar-se tarde demais.

As virgens tiveram tempo para tudo, até para conversarem e dormirem.

Uma parte descuidou-se. Elas não eram ignorantes; sabiam como deviam esperar o Noivo, tal como as outras, mas facilitaram.

As virgens da parábola talvez eram mesmo atrevidas, e quiseram esperar o Noivo de forma revolucionária.

Criticaram possivelmente as outras, como conservadoras dos princípios antigos.

Quando acordaram era noite.

O Noivo chegara.

Têm lâmpada, contudo não possuem azeite para a encher.

Correram a comprar azeite.

Pagaram quanto lhe pediram, e não regatearam.

Correram estrada fora em direcção ao lugar da Boda, mas a porta estava fechada.

Prepararam-se tarde demais!

Termino este artigo com as exortações oportunas da Bíblia Sagrada: “Lembra-te do teu Criador, antes que venham os maus dias” (Eclesiastes 12:1).

“Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz” (João 12:36).

“É já hora de despertar-mos do sono, porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé” (Romanos 13:11).

“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo; porquanto os dias são maus” (Efésios 5:15-16).

Jesus sempre dizia, hoje e não amanhã.

“Hoje me convém entrar em tua casa”, disse o Senhor a Zaqueu.

“Hoje estarás comigo no Paraíso” disse ao malfeitor arrependido.

Amigo, volte-se hoje com seriedade para as coisas espirituais antes que seja tarde demais!



(M. Moutinho /Fevereiro 1994)

Sem comentários:

Enviar um comentário